Últimas Notícias
recent

Anjos e Demônios na cultura pop!

Olá, Nerds!

Vamos saber mais sobre esse rico universo!

Anjos e Demônios
Anjos e demônio são temas recorrentes em livros, filmes, HQs e Mangás, mas o que são? De onde surgiram? Quais as religiões mais utilizadas para ilustrar esses seres? Suas aparições estão coerentes com as origens, ou são meras adaptações? Quais tipos de demônios e anjos aparecem? Quais as obras que evidenciam estes seres? Essas e outras perguntas, responderemos nesse post.

 Anjos:
Anjo
A palavra anjo vem do grego e significa mensageiro, são figuras presentes nas três maiores religiões monoteístas (islamismo, judaísmo e cristianismo). A maior parte das aparições angelicais no cinema ou na literatura é adaptada do modo como estas três religiões falam de anjos. Estes são seres espirituais que servem, literalmente, de mensageiros de Deus, ora trazendo boas noticias, ora trazendo juízo, ou em algumas situações, guerreando contra outros seres. 

Nas religiões posteriores ao judaísmo e islamismo, como o Espiritismo moderno, a descrição angelical segue os padrões descritos nestas religiões, ou seja o anjo no espiritismo é muito semelhante ao anjo judaico-cristão.

Faço uma menção honrosa às Devas, que no Budismo e no Hinduísmo se assemelham muito aos anjos das religiões monoteísta, com a diferença de que estão mais para divindades neutras regentes da natureza do que mensageiros divinos.

 Como tudo, na pop arte, estes seres foram adaptados, originalmente, anjos não tem asas (sim, você que sempre achou que anjos tem asas, podem esquecer), essa é uma herança medieval baseada em algumas passagens bíblicas de alguns seres com asas, mas são somente Querubins e Serafins (Ez 10:5-21 e Is 6:2), não possuem sexo definido, mas nos escritos sagrados, aparecem predominantemente manifestados como figuras do sexo masculino. No Início anjos eram neutros, podiam praticar o bem e o mal, tanto que alguns anjos se rebelaram, hoje, algumas correntes defendem que os anjos não podem mais praticar o mal, perderam sua neutralidade e um possível livre arbítrio.

Anjo
Em Hollywood, eles mostram anjos como seres predominantemente bons, que ainda estão dotados de vontade própria e sentimentos comparados aos dos humanos, em algumas obras chegam até a se apaixonar, como é o caso do personagem Seth do Nícolas Cage em cidade dos anjos. Geralmente são imortais, estão a serviço de Deus, mas podem cometer “pecados”.
Em Supernatural vemos um Castiel que deixa o poder subir à cabeça e ainda perde sua condição angelical, se tornando humano (sendo a figura humana usada como algo inferior muito inferior, sendo que em Salmos diz que o humano é pouca coisa inferior [8:5]).
Em Constantine, onde vemos Gabriel como sendo “nem tão bom assim” além de ser interpretado por uma mulher, algo inédito até então.
Outro anjo com aspecto feminino é Angela de Spawn (que posteriormente foi vendida à Marvel e teve sua origem modificada).
Os Anjos “norte-americanos” tem ambições humanas, desejos refreados e não raras as vezes, propensos a agir segundo seus próprios desígnios.

Castiel
Vemos também alguns animes/mangás que abordam o tema anjo. Como na cultura oriental não existe uma figura que tenha a função de mensageiro divino, eles utilizam as mesmas bases hollywoodianas, adotando algumas premissas judaico-cristãs para formar as figuras angelicais e adaptando o resto.
Mesmo com muitas adaptações o Shoujo Angel Sancturay, parte das premissas judaico-cristãs, mas com um enredo onde mostra seres que se afastaram do Diabo e de Deus fazendo um culto à parte a outra divindade (Santos deuses dragões). Neste anime há a um anjo orgânico, isto é, de carne e osso, que reencarna em Setsuna Mudou (protagonista do anime).

Anjo
Um anime que traz uma abordagem diferente sobre os anjos é Neon Genesis Evangelion, que trata anjos como monstros sobrenaturais que desejam destruir a Terra, em Evangelion, os anjos podem morrer, tanto que servem de base para a construção dos EVAs (mechas da série).

Na ficção Anjos Caídos e Demônio são coisas distintas (na maior parte das vezes), enquanto os anjos caídos continuam com sua aparência humanoide, os demônios são seres com aparência amedrontadora e monstruosa, que inspira medo. Nos escritos sagrados, entretanto, Anjos Caídos e demônios são a mesma coisa e não mudam de aparência, mantendo seu estado original.

Ainda com relação a anjos caídos, eles podem se relacionar com mulheres e ter filhos. Genesis 6:1-4 afirma que esses seres decaídos tiveram relações com mulheres e nasceram os Nefilins, que são homens de grande estatura, provavelmente acima de 2,5m (considerados Gigantes) que foram grandes guerreiros do passado. Esta passagem é comprovada através da tradição oral judaica e do livro Enoque (bíblia católica).

Na ficção os anjos caídos também podem ter filhos, normalmente esses híbridos tem algum poder especial que lhe confere uma responsabilidade ou alguma dominação. Como na série Fallen (que já tem seus direitos comprados pela Disney).

Fallen
Demônios:

Demônios
A palavra também tem origem grega e significa espirito, divindade. Ela adquire a conotação de um espírito mal na cultura judaico-cristã.

Quando o conceito surgiu, entendeu-se que demônios ou “daimons” podem ser bons e ruins, eram assim chamados Eudaimones (demônios bons) e Kakodaimones (demônios maus). Mas além dessa denotação espiritual, Sócrates ainda traduz um conceito filosófico. Tratando-o como sinônimo de felicidade. O Daimon não era uma simples classe de espíritos, mas sim TODOS os espíritos. Sejam esses espíritos superiores (como os Deuses) ou menores.

Demônios
Entretanto o conceito mais amplamente difundido é o judaico-cristão, neste contexto, um demônio nada mais é do que um anjo que se rebelou contra Deus, tendo Lúcifer como seu líder (embora algumas linhas teológicas discordem do termo Lúcifer). Sua aparência é semelhante a dos anjos, as mesmas descrições podem ser mantidas para um demônio. 

Lúcifer
Com a diferença que um demônio não tem a capacidade de fazer o bem, mesmo quando uma atitude aparentemente boa é feita por eles, o intuito é sempre maléfico. Ele tem ainda a habilidade de se apoderar do corpo de um humano, o que é chamado de possessão demoníaca.
Na idade média eles foram retratados de maneira bestial, com chifres, rabo, tridente e etc., mas esse retrato não condiz com o que é dito nas escrituras sagradas.

Nos cinemas, eles já foram tratados das duas maneiras, com aparência humanoide ou bestial, em Constantine, por exemplo, aparece das duas maneiras, idem em Spawn. Em Supernatural, os demônios tem aparência humanoide.

Demônio Supernatural
Na cultura oriental, os seres espirituais que são comparados aos demônios são os Youkais, entretanto esses seres são mais parecidos com o daimon grego, por poderem fazer o bem e o mal do que do demônio judaico-cristão.

Os tipos de Youkais são Oni (ogros), Kappa (tartarugas), Yadoukai, Tsujumogami (espirilos encantados), kitsune (raposas), Hebi (cobras), Mujina (texugos), Bakenko (gatos)
Os Youkais também podem se reproduzir, gerado assim os Hanyos, seres híbridos, geralmente dotado de algum poder ou habilidade.

Vários mangás/animes tratam de Youkais como Nuraihyon No Mago, embora o Nura, personagem principal, seja apenas ¼ Youkai, ou seja ele é ½ hanyo, tem ainda o anime Natsume Yujincho, Hell Girl, que passou no Brasil pelo saudoso Animax, os famosíssimos InuYasha e YuYu Hakusho, o próprio Yusuke era um hanyo e se formos bem legais, aceitamos até Claymore, embora em Claymore os Youkais/Youmas fossem uma espécie de arma biológica.

Inuyasha

Bem pessoal, por enquanto é isso, até a próxima!


Anjos e Demônios



Iran Tomas Neto

Iran Tomas Neto

Jamais caia, roube, engane ou beba. Se for cair, que seja nos braços de seu amor, se for roubar, roube boas amizades, se for enganar, engane a morte e se for beber, beba nos momentos de tirar o seu fôlego.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.