Últimas Notícias
recent

Baleia Azul - Jogo do Suicídio

Fala galera, o tema de hoje é tão importante que, pela primeira vez, vou abrir mão de nossa tradicional abertura, pois o texto de hoje não é direcionado apenas a nós, Nerds, mas a todos! Pais, filhos, avós, tios, tutores, crianças, adolescentes, jovens, adultos, idosos... Todos.



Como já viram no título a postagem, vou falar sobre o jogo Baleia Azul (Blue Whale, no original).

Neste "jogo" o participante recebe 50 tarefas de moderadores/curadores para atestar a "fidelidade" do jogador. Essas tarefas podem ser coisas simples como ouvir música triste e assistir a filmes de terror até auto-mutilação, finalizando com suicídio.


Primeiramente, é importantíssimo salientar que  as principais notícias sobre o jogo são falsas. Sim, tudo isso não passa de uma Fake News. O site de investigação de boatos Snopes averiguou as informações e chegou a origem do boato. Trata-se da distorção da interpretação de um artigo publicado pelo site Novaya Gazeta sobre suicídio de jovens e adolescentes Russos. (os links estarão abaixo)

No Brasil já temos relatos de possíveis vítimas, entretanto, como nos demais países onde o Blue Whale surgiu, não é possível fazer uma ligação entre o jogo e as vítimas.

Segundo Daniel Martins de Barros, colunista do estadão, a rádio Free Europe criou um perfil de um adolescente que queria participar do jogo. Chegou a fazer contato com curadores/moderadores do jogo, que desapareceram e ao colher relato de outros participantes a informação foi a mesma, esse moderadores haviam desaparecido.

Independentemente de seu surgimento ser através uma fake news, o problema é real e extremamente perigoso. Adolescentes estão tirando suas vidas sem motivo aparente, isso tem que acender um sinal de alerta para a sociedade.

Será que estamos dando o devido acompanhamento a nossas crianças e adolescentes? Que tipo de experiências estão passando? Como acompanhar nossos filhos, mantendo seu espaço e privacidade?

Sabemos que muitos passam por experiências extremamente traumáticas, bulliyng, agressões física e psicológica dentro do lar, indiferença por parte dos pais, estupro, drogas e etc. Os adolescentes estão cada vez mais presos no mundo digital e muitos pais não percebem os sinais que rodeiam um eventual suicídio, não notam mudanças no comportamento, falta de amizades, excesso de tempo no computador/smartphone...

Pais, devemos falar sobre esse tema com nossos filhos, manter um diálogo aberto, fazê-los saber que somos um porto-seguro para eles. E neste caso, não basta apenas dizer, tem que mostrar! Não se trata de apenas impor limites, mas sim de conscientizar que caso tenham problemas, que somos um excelente recurso que podem utilizar.

Filhos, conversem com seus pais, não aguentem sozinhos o peso que carregam, se seus pais te ignoram, procurem alguém mais velho que possam confiar, um avô, um tio, uma professora, o líder da sua comunidade de fé, alguém que tenha boa conduta e não vá te julgar, mas jamais sofram sozinhos e calados!

Relacionado ao tema, a Netflix lançou a série 13 Reasons Why, que narra os acontecimentos que levaram ao suicídio de uma garota de 17 anos. Sugiro que assistam o tema está bem em voga e vai trazer uma boa reflexão sobre este tema.

No Brasil surgiram varias comunidade nas redes sociais chamadas Baleia Rosa, que é o inverso do que propõe o jogo macabro. Eles propõe diversas ações motivacionais, excelente iniciativa para o combate desse mal que e o suicídio.



Que todos nós possamos ter consciência deste problema e que nos engajemos nesta luta a favor da vida.


Texto do jornalista Daniel Martins de Barros
http://emais.estadao.com.br/blogs/daniel-martins-de-barros/a-lenda-da-baleia-azul-ou-como-uma-noticia-falsa-traduz-um-perigo-real/

Materia feita pelo site de investigação de boatos Snopes
http://www.snopes.com/blue-whale-game-suicides-russia/

Matéria do Novaya Gazeta sobre suicídio (onde originou a fake news Blue Whale)
https://www.novayagazeta.ru/articles/2016/05/16/68604-gruppy-smerti-18
Raphael

Raphael

Sou marido, pai, filho, pensador, psicologo (não por formação, mas por maioria de votos), NERD (e tenho orgulho disso), curto animes, mangás, HQs, séries, filmes, livros, vídeo-games, enfim, Nerd com "N" maiúsculo, curto heavy metal, power metal, metal progressivo. Sou cristão protestante e fé é questão de foro íntimo, respeite isso. Meus blogs são: vossavateologia.blogspot.com.br www.debatenerd.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.