Últimas Notícias
recent

Star Wars: Os Últimos Jedi - Filme Excelente, Cinema Péssimo - Crítica sem Spoiler


Esperamos dois anos para ver o segundo episódio da nova trilogia, a cada notícia que foi saindo, as especulações aumentavam, o Hype ia subindo. A cada imagem promocional a ansiedade batia recordes de pico e quando saíram os trailers, nossa, foi a explosão de um sentimento, que só os fãs de Star Wars podem entender. E com todo turbilhão de sensações fui ver Star Wars: Os Últimos Jedi! E o filme correspondeu!

O filme é produzido pela Lucas FIlms, distribuido pela Disney e tem como diretor e roteirista Rian Johnson (de Looper) que trabalhou sob a chancela de J.J Abrams! Ou seja, tinha tudo para dar certo, e deu...

O Primeiro ato é eletrizante, as cenas de ação funcionam muito bem, eu me percebi segurando a cadeira e com os olhos vidrados aguardando as ordens da General Leia, como e eu estivesse prestes a pilotar um X-Wing! Ali você entende: "Estou em Star Wars!"
A sequência foi bem amarrada, dandou poucos espaços para furos, embora existam (como em qualquer filme) e termina, maravilhosamente, nos dando a lição de que vitória a qualquer custo, não é vitória. Aqui podemos ver um pouco da extensão dos poderes do Lider Supremo Snoke, cá entre nós, ele é bem poderoso!

O segundo ato é maior do que o primeiro e, talvez por isso, acaba perdendo um pouco do ritmo, deixando de lado as batalhas para entrar num ritmo mais filosófico. Com uma crítica religiosa sensacional, o arco nos leva a entrar um pouco mais na mente de Luke Skywalker e Rey. São cenas mais densas, que te colocarão frente a frente a uma dialética religiosa dirigida por alguém que já figurou por ambos os lados da velha dicotomia Dark Side e Light Side. Neste arco tem dois fan services maravilhosos que me fizeram vibrar! Assistam e confirmem... No segundo fan service eu literalmente chorei!

A Transição do segundo para o terceiro ato, foi um pouco confusa para mim, eu cheguei a pensar que tinha sido um erro grave de continuidade, mas não, a cena está correta, entretanto alguma falha na execução tornou-a estranha. De qualquer modo, podemos ver Luke Skywalker assumindo o papel que é dele por direito! Sua postura como Mestre Jedi e seu discurso de esperança, mostraram porquê Star Wars é uma das sagas mais amadas do mundo!
,
O discurso filosófico permeia todo o filme, desde discursos que criticam a religião em si (como eu ja havia dito), passando por preceitos morais e éticos, falhas pessoais e como isso afeta o ego, chegando até abordar mentalidade subversiva e niilista. Isso pode pegar de surpresa os mais desavisados, que poderão achar enfadonho em alguns momentos e por isso poderão acabar não percebendo o brilhantismo no discurso proposto por Rian Johnson



A fotografia está impecável, não só pelos cenários locados para rodar o filme, mas também pelos ângulos propostos, palheta de cores que refletia exatamente a condição mais sombria que esteve o filme. Os cenários da Resistência foram criados para transmitir uma certa tensão, até uma acuamento. Ambientes um tanto claustrofóbicos, tonalidades neutras, nada de muita cor, mesmo o tradicional laranja da roupa dos pilotos estava mais "pálido". O Cenário da segunda ordem eram mais coloridos, entretanto com uma palheta de cores mais quente, as câmeras foram posicionadas muitas vezes em um angulo mais grave, de baixo para cima, dando aquela sensação de opressão.  Cenário de Luke, o planeta Ahch-To trazia um clima mais agradável, lembrando uma vilarejo do interior, ou até mesmo um sítio, sem deixar de ser introspectivo, estimulando a reflexão. O trabalho foi simplesmente sensacional.

O roteiro tem alguns furos, algumas coisas que causam estranheza, mas nada que atrapalhe sua diversão, o plot é obvio e é aquele mesmo que já esperávamos (e nesse aspecto lembrou vagamente de O Império Contra-Ataca), então não me surpreendeu. Em alguns momentos minha "suspensão da descrença" foi abusada e violentada, mas relevei porque, afinal de contas, é Star Wars. Entretanto esses probleminhas não impactam no desenvolvimento do filme, que é bem coeso e, por isso, a diversão é garantida.

Personagens:


Poe Dameron: Oscar Isaac mostra porque seu personagem é o melhor piloto da resistência, personagem impetuoso, de personalidade muito forte, chegando a ser "encrenqueiro" e por isso acaba cometendo erros graves. Muito bem interpretado, o ator conseguiu passar os sentimentos que o acometiam a cada cena.



Finn: O personagem de John Boyega é um eterno preocupado com seus amigos, colocando-os acima de sua própria vida. No filme passado Boyega estava melhor, embora não tenha tido uma atuação ruim... no máximo OK.



General Leia Organa: Atuação impecável de Carrie Fisher, Leia consegue transmitir o afeto que tem, sem deixar de ser poderosa e imponente. Aquela autoridade que você ama e respeita.



Kylo Ren: Adam Driver continua Ok em seu papel, ele não conseguiu mostrar com tanta clareza a dualidade existente em seu coração. Em alguns momentos pareceu mais que ele estava agindo pela sua própria concupiscência do que confuso por seu conflito interno.



Lider Supremo Snoke: Um poderoso usuário da Força, líder da Primeira Ordem, mas infelizmente não foi bem desenvolvido. Sinceramente quero saber mais sobre ele...



Capitã Phasma: Gwendoline Christie trás uma personagem visualmente bela, por conta de sua armadura prateada e sua postura imponente, mas para por aí... contente-se com o que vai ler sobre ela nos quadrinhos e nos livros...


General Hux: Bela interpretação de Domhnall Gleeson, que mesmo com um tempo reduzido de cena, consegue entregar um personagem arrogante, auto confiante e até destemido, que não mede esforços para conseguir o que precisa.



Daisy Ridley encanta novamente interpretando a ex sucateira, usuária da força que se alia a Resistência, ela consegue mostrar claramente os conflitos internos que lhe são impostos, encarar as consequências de suas más escolhas, sempre de cabeça erguida.



Luke Skywalker: Mark Hamill interpreta um Luke mais maduro, menos esperançoso, com muito conhecimento, mas precisando trabalhar sua sabedoria. As melhores cenas do filme certamente ocorreram com ele em cena!

O Filme é fantástico! Ok, escrevi esta crítica logo após ter assistido, então ainda estou vibrante, mas tenho certeza, que mesmo quando eu ler essas palavras amanhã, elas não mudarão! Espero que vocês vão ao cinema assistir e tenham uma experiência excelente.

E essa deixa serve para eu entrar no segundo assunto dessa crítica: O Cinema!

UCI Santana (Foto: Divulgação)


Assisti o filme na rede UCI, na unidade do Santana Park Shopping e para minha tristeza, foi uma das piores experiências que já tive na vida ao assistir a um filme. Como falei, Star Wars é excelente, mas assistir a uma obra como essa em um cinema que deixa a eletricidade acabar 5 vezes durante a seção é triste! Isso mesmo, 5 vezes! devido a isso, ficamos pelo menos 25 minutos a mais dentro da sala! E por conta desse problema, não pude assistir a homenagem feita a atriz Carrie Fisher, que faleceu no ano passado. Lamentável isso!

Obviamente fui, juntamente a mais algumas pessoas, reclamar do problema. A resposta que recebi (que na verdade foi uma sabonetada) é que o problema foi na rede elétrica e que rede estava derrubando o gerador. Eles nunca ouviram falar de nobreak? Pelo menos, nós que fomos reclamar, conseguimos nosso ingresso de volta, mas e aqueles que tiveram sua experiência estragada e não reclamaram? A UCI tinha que ter uma ação preventiva. Obviamente, problemas podem ocorrer em qualquer lugar, mas seria de bom gosto, quando ocorrer, a empresa se antecipar e já providenciar uma reparação para os clientes!




Raphael

Raphael

Sou marido, pai, filho, pensador, psicologo (não por formação, mas por maioria de votos), NERD (e tenho orgulho disso), curto animes, mangás, HQs, séries, filmes, livros, vídeo-games, enfim, Nerd com "N" maiúsculo, curto heavy metal, power metal, metal progressivo. Sou cristão protestante e fé é questão de foro íntimo, respeite isso. Meus blogs são: vossavateologia.blogspot.com.br www.debatenerd.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.