Últimas Notícias
recent

Magi The Labyrinth of Magic (Impressões Finais)



Por: Hélder Miranda- Ano passado o mundo dos mangás se despediu de Magi, uma obra que misturava magia com aventura e muita, mas muita piada, a premissa de todo o universo, na verdade é bem simples, depois que um garoto acorda em um mundo sem saber como foi parar lá (garoto esse que se chama Aladdin e é o protagonista da história) apenas com fragmentos sobre seu verdadeiro eu (no desenrolar e desenvolvimento todas essas questões acabam sendo resolvidas) ele não demonstra estar preocupado ou com medo da situação, Aladdin mostra logo de cara, ser um personagem bem extrovertido e amigável, ao andar pelas ruas, o garoto acaba conhecendo aquele que se tornaria seu melhor amigo, e estaria presente na sua vida para sempre, Alibaba....


Vale destacar, que a obra ganhou duas temporadas nas suas adaptações para anime, e também um (Spin-Off) focando em um certo personagem, dito isto, com base nessas informações, irei apresentar mais uma explicação rápida, então fiquem ligados. Pra quem não conhece esse tipo de postagem, basicamente eu pego obras (filmes, séries, animes, mangás) que são do meu gosto por inteiro (quando me refiro a palavra inteiro neste sentido, quero dizer que todas as obras que irei citar, foram ótimas do começo ao fim, claro que elas podem ter alguns problemas, mas o meu foco maior, é destacar os pontos que mais me fizeram respeitar todo o universo estabelecido) e antes que eu me esqueça, o motivo de estar pontuando o mangá e não o anime, é que diferente do anime, como acabei de citar lá no começo, o mangá já está finalizado, certo??? Então sem mais delongas bora lá.



Se vou falar de Magi, tenho que conceder um destaque exclusivo para a trindade da obra, Aladdin Alibaba Morgiana são simplesmente maravilhosos como personagens, mas pra não ficar tão bagunçado toda essa conversa, vamos separar os três só um pouco. Começando com Aladdin, tenho alguns argumentos interessantes sobre ele, acredito que o principal que vale deixar vocês situados, é todo o desenvolvimento em cima do garoto, como por exemplo, desde o momento que a história tomou  forma, não vimos Aladdin apenas se tornando um grande mago ou um lidar para o povo, mas também seu crescimento físico no arco final da obra, crescimento este, que acabou se tornando uma das fórmulas mais bacanas de acompanhar, basicamente, toda felicidade de ver quanto tempo passou e ficamos presentes com eles durante a jornada, fez com que o carinho se tornasse muito especial. Sobre a evolução geral do personagem, Aladdin é digno de ter um lugar ao lado dos poderosos dos animes, posso dizer tal fato com grande convicção.


Ainda falando da trindade.... vamos focar agora em Alibaba (que na minha opinião, é o melhor personagem da obra). Com ele tudo funciona muito bem, tem vários momentos que eu poderia citar aqui como exemplos (lembrando, pode haver spoiler) mas vou destacar apenas um, que é justamente a cena onde ele e seus amigos terão que viajar separados, no entanto, só ele irá pela direção contrária, Aladdin, Morgiana e Hakuryuu vão viajar juntos até certo ponto (agora fiquei confuso se ele iria para um lado contrário... de qualquer forma, Alibaba não estaria com seus amigos) no entanto, depois é mostrado, que Alibaba também está no navio e se encontra no quarto ao lado, só para ouvir a conversa de seus companheiros (na mente dele os três estavam desolados por ele não estar ali) mas pra frente do episódio, é revelado que na verdade Aladdin e os outros já sabiam de tudo, e começaram a atuar, como se não precisassem de Alibaba (caramba, só de lembrar da direção na questão cômica, eu não me aguento) vão por mim, pra quem ainda não conhece a obra, está perdendo uma baita chance de conferir junções bem interessantes. Por fim temos Morgiana, um exemplo de mulher forte que não precisa de homem algum para lhe defender, eu já perdi a conta de quantas vezes a personagem salvou seus dois amigos de situações que poderiam ser consideradas o funeral de ambos, sinceramente não consigo imaginar a obra sem ela, a garota consegue dar um toque especial a todo o enredo, mostrando que tem grande importância para o andamento da trama, seu desenvolvimento como pessoa, é outro ponto forte que merece estar presente (de escrava.... pra salvadora do mundo, tá bom ou quer mais) argumentos não faltam, engrandece-la chega a ser moleza quando se tem vários pontos altos (público feminino... pode ficar de olho, pois ela é...... concluam).


Até agora só falei dos personagens, e olha que nem foram todos eles (se bem que não caberia.... personagens é o que não falta no mangá). Mas agora irei focar no desenvolvimento geral da obra, porquê caramba, ainda nesses dias, me pergunto o motivo de Magi não ter sido finalizado em anime, pois em questão de conteúdo e trama regular, pode anotar, sobra e muito, enquanto isso, outros projetos acabam tendo mais visibilidade (claro que não retiro o mérito dessas outras obras, afinal esses são tipos de assuntos que não vale a pena ficar discutindo). Como estava dizendo... na base de entretenimento, a obra consegue entregar vários clímax marcantes, todos os seus arcos abordam histórias que se não estivessem ligados ao roteiro principal, haveria uma coluna na planta de todo o enredo, nada é descartado, cada ponto reflete muito bem como a chave para outros momentos fundamentais, garantindo diálogos e explicações importantes pra união de uma só questão, particularmente fica difícil enxergar erros em Magi, pois todo tipo de abordagem que espero (principalmente no ponto de simplicidade) é entregue, em muitas situações a obra não se preocupa em te apresentar tramas complexas e difíceis de entender, pra alguns, este fator pode ser considerado um erro grave, já para outros (irei me colocar como exemplo) fica sendo algo mais normal, juntamente por estabelecer uma conexão simples, proposta é o recurso que posso utilizar pra defender o mangá, na proposta que o autor quer mostrar para o público, tudo acaba se encaixando muito bem, sem tirar e nem por.


Depois de falar tudo isso, não tem nem como ficar sem recomendar, afinal a obra funciona em vários aspectos, no lado cômico (que pra mim, é o momento de tirar o chapéu... se bem que eu não uso chapéu, então fica meio inválido...) em questão de andamento da história, também é outro ponto que se eu fosse vocês, não me preocuparia tanto, no começo pra alguns pode ser um desenvolvimento mais lendo (comigo tal fato não aconteceu, mas cada um é cada um) no entanto, quando as coisas começam a pegar  fogo... garanto que se torna um incêndio (acho que esse exemplo ficou meio esquisito...) agora pra quem já está pensando (pow Hélder, você tá recomendando o anime ou mangá??) calma aí pessoal... na minha humilde opinião, assistam primeiro as duas temporadas, depois que terminarem, aí sim, podem começar a ler os arcos no mangá, a única coisa que ninguém deve fazer, é ficar sem dar uma chance pra está obra, certo?? Então estamos combinados, e Vale dizer que a segunda temporada em especial é excelente, por vários conceitos, exemplo... a obra trabalha muito bem o elemento de usar seus personagens principais separados, a sensação positiva é que não necessariamente os protagonistas tem que estarem juntos para o enredo funcionar, este fato solo só engradece ainda mais tudo o que citei.



Perfil Nerd

Perfil Nerd

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.