Últimas Notícias
recent

Netflix: Fullmetal Alchemist - Crítica com Spoilers



Fullmetal Alchemist finalmente está disponível para todo público, o longa que conta boa parte da história do anime/mangá, foi liberado pela netflix (então nada de achar uma resposta e dizer... "eu não tive como assistir" pois nós dois sabemos que isso é mentira). Mas vamos logo colocando cada ponto no seu devido lugar (exato Hélder, conta todos os detalhes), caso exista alguém que realmente pense assim, devo avisar que pode haver alguns spoilers de leve (mas mesmo sendo de leve, tem aqueles que... vocês sabem, é sempre bom avisar), então desde já, estejam cientes de tudo o que irei relatar, colocarei abaixo uma imagem enorme, caso algum esperto pule o texto e depois reclame. Sendo assim, vamos parar de enrolação e começar está crítica (último aviso... Pra quem ainda não conferiu o anime "o que eu acho bem difícil" direi apenas uma coisa, assista primeiramente a obra, certo? Valeu) sem mais delongas então, bora lá.



Sem grande demora vocês me perguntam (é bom o live action de Fullmetal??) E com bastante sinceridade, eu lhes respondo... mas é claro meus amigos (depois que os sorrisos estiverem se formando no rosto de cada um...) Não, infelizmente não é, antes dos xingamentos, esperem para ler o porquê de tais palavras. Vamos iniciar primeiramente com a magia (Não estou falando de Harry Potter), me refiro a magia do cinema, em outras palavras... os efeitos especiais e o monitoramento técnico. Devo informar, que em vários momentos do longa, o trabalho feito pela produção não é grande coisa, me atrevo a dizer, que parece mais um projeto corrido de amadores, sim, está é a realidade de Fullmetal, em muitos momentos o "CGI" fica visível e medíocre, pra piorar ainda mais toda a situação, as atuações exploram e vão além do problema, causando uma terrível sensação (o que parecia estar ruim, ficava cada vez pior), no entanto... prestem bastante atenção, em filmes desse tipo (irei me colocar melhor... em reproduções japonesas) procuro pegar mais leve, como vocês acabaram de ler (é um leve bem sincero), mesmo assim, vão por mim, estou me segurando de verdade. Agora como também falei (lembram do... no entanto), existe sim, algumas exceções de cenas com efeitos medianos, mas o problema maior, é que os atores muita das vezes não ajudam (é sério), sem falar da direção, quando algumas possibilidades técnicas estão sendo bem criadas, outro ponto importante do filme, vem e quebra toda a base, é como se não conseguissem terminar o que começaram.



Juntando a direção com o roteiro, uma bela combinação desastrosa foi criada. Cenas que no anime foram memoráveis, não conseguiram causar o mesmo impacto no longa, pelo que eu me lembre, não houve um momento onde teve uma mão criativa para inovar ou trabalhar a própria base, o diretor tinha vários elementos para uso próprio, e não soube utilizar bem, passando uma ideia simplista e esquecível. Já do lado dos atores, apenas um, ganhou destaque positivo na minha opinião (Alphonse................ eu sei, fui cruel agora) mas é isso, nenhum dos atores sobressaíram ou apresentaram uma performance considerável, em todo tempo de tela, se tinha cena triste, não entregavam, se era um drama, também não entregavam, se era ação (pera, houve cenas de ação??), o pior é que não para por aqui, os diálogos entregues para os artistas, nem merece ser citados, frases de efeitos (acredito que o diretor nem saiba o que é isso), foi mal mesmo pessoal, tentei achar um ponto que chamasse minha atenção, mas... é complicado.



Pra fechar toda a conversa, sobre um enredo mal feito, vamos de vilões agora. Até certo ponto, fiquei... esses antagonistas saem ou não?? O pior e mais bacana, é que a trilha sonora em cima dos personagens, causava um pequeno desconforto (mas não negativamente), pelo contrário, trazia todo aquele peso maldoso, que na maioria das vezes os vilões carregam, só que mais uma vez, este ponto acabou sendo marcado, pela falta de criatividade da direção, os três personagens não conseguiram ter o necessário, para poderem finalizar seus trabalhos com sucesso, tempo também foi outro detalhe, que lhes faltaram (como eu disse... quando estão acertando, não conseguem terminar).


Hélder Miranda

Hélder Miranda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.