Últimas Notícias
recent

Jogador Nº 1 - Um hino à Cultura Nerd! - Crítica sem Spoiler


Olá, Olá Nerds! Acabei de ter uma das maiores imersões à cultura Nerd e Pop dos anos 80, graças a Ernest Cline e Steven Spielberg, assisti a este verdadeiro ode Nerd chamado Jogador nº 1!

Eu li o livro e, normalmente, torço o nariz para adaptações cinematográficas dos livros que amo e tenha certeza que eu realmente gosto deste livro! O coloco no mesmo patamar do livro O Guia do Mochileiro das Galáxias, outra obra prima Nerd!

Obviamente, por se tratar de uma adaptação, há diferenças significativas entre as duas obras, mas desta vez, eu gostei de muitas! Fez a obra ficar um pouco mais concisa, eliminou alguns furos que tinha em relação ao livro. Claro, teve algumas que eu de fato torci o nariz, mas no montante, tudo ficou muito positivo.



Steven Spielberg foi o diretor deste trabalho e quem melhor que o maior diretor que a cultura Nerd já teve para nos guiar através deste magnifico mundo virtual chamado Oasis? Spielberg foi audacioso em mudar elementos que são importantes, mas acertou na mosca na maioria das alterações. O roteiro tem alguns furos, claro, como o modo com que Sorento descobre a verdadeira identidade de Parzival, no livro faz mais sentido, mas nada que estrague a diversão ou a imersão.

A Fotografia e os gráficos estão lindos, a Pilha (de trailers) está perfeitamente igual ao descrito no livro, uma Ohio distópica foi muito bem construida, o mundo logado o Oasis também está belíssimo, gráficos semelhantes ao dos últimos consoles (PS4 e X-One). Não curti muito o visual de alguns Avatares como o de Aech e a ausência da  escola Ludus (a não ser uma breve menção).


Os atores foram fantásticos, eu estava receoso da escalação do Tye Sharidan como Parzival/Wade Watts, pois achava que ele era muito velho para interpretar o personagem, mas ele mandou muito bem, bem como Olívia Cooke como Art3mis/Samantha, ver Lena Whaithe como Aech também foi uma gratíssima surpresa, pois o/a personagem é um dos melhores do livro (embora no filme tenha ficado em segundo plano)

Um dos problemas do filme, que também é problema no livro é a construção dos personagens. Não há profundidade em nenhum deles. No livro pelo menos, Wade Watts ainda é melhor desenvolvido, dá pra entender o motivo pelo qual ele se "enterra" na plataforma Oasis e isso não se justifica muito no filme.



Outro pecado é que eles explicam muitos easter eggs e muitas referências, isso foi, no mínimo exagerado e desnecessário, Spielberg poderia ter deixado para o público descobrir, o que teria tornado o filme ainda mais imersivo e deslumbrante.

As cenas de ação são um espetáculo à parte, excelentes perseguições que te deixam presos à poltrona e uma cena de corrida que foi simplesmente épica (Os produtores de Speed Racer devem assistir a esse filme para olhar a caca que fizeram e se envergonhar)

Não vou falar sobre as diferenças entre o filme e o livro, pois esse papo fica para o Podcast

Jogador Nº 1 não é um filme perfeito, talvez não se torne um dos "clássicos" do Spielberg, mas tenham certeza que será sempre um dos meus filmes Nerds preferidos!

Se o Debate Nerd Recomenda? Óóóóóbvio!






Raphael

Raphael

Sou marido, pai, filho, pensador, psicologo (não por formação, mas por maioria de votos), NERD (e tenho orgulho disso), curto animes, mangás, HQs, séries, filmes, livros, vídeo-games, enfim, Nerd com "N" maiúsculo, curto heavy metal, power metal, metal progressivo. Sou cristão protestante e fé é questão de foro íntimo, respeite isso. Meus blogs são: vossavateologia.blogspot.com.br www.debatenerd.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.