Últimas Notícias
recent

Um Lugar Silencioso - Um filme que me deixou SEM PALAVRAS - Crítica sem Spoiler



Olá, Olá Nerds! Desculpem o trocadilho infame do título, mas era para evidenciar o quanto este filme me surpreendeu. Na verdade tive um mix de sentimentos que me fizeram olhar com extremo carinho para este filme.

Pois bem, vamos falar da obra: Um Lugar Silencioso foi escrito em parceria por John Krasinski, Bryan Woods e Scott Beck, e dirigido por Krasinski, o filme se passa em uma cidade dos EUA, num futuro distópico, pós-apocalíptico após uma invasão alien. Nesse contexto, a família Abbott tenta sobreviver, com um detalhe, eles não podem emitir nenhum som, pois os alies tem uma fortíssima audição (embora sejam cegos).

Eu falei no início que eu tive um mix de sentimentos, eles se deram primeiramente por empatia pela família protagonista, pois ocorrem dois fatos, um logo no início do filme e outro no fim, que podem desestabilizar, não por medo, mas sim por tristeza. Fora isso, o filme traz uma sensação claustrofóbica, que me remeteu a Alien - O 8º Passageiro (guardadas as devidas proporções, é claro). O suspense é bom, mas a ansiedade gerada é mais pelo anseio de querer uma solução para o problema do que medo dos aliens, que aliás, por mais que sejam feios, brutais e ameaçadores, não chegaram a de fato dar medo.



O roteiro não dá maiores explicações, você vai entendendo a situação pelo contexto, não sabemos se o ataque foi em escala global, se há muitos outros sobreviventes, nada... A história gira apenas em torno da família, por isso, o roteiro não tem furos significativos (mas tem alguns)

A fotografia não é das melhores, pois para manter a ambientação claustrofóbica os ângulos de filmagem ficaram muito fechados, pouca iluminação, mas quando acertam, é bem no alvo!

Com relação a som e música, entendo que a ideia do filme é justamente o silêncio, mas a quase total ausência das trilhas e efeitos sonoros fazem com que o clima aterrorizante seja minimizado. O destaque vai para a captação do ambiente. Quase todos os efeitos sonoros do filme, na verdade são os sons originais emitidos pelos atores interagindo com o cenário, só que foram extremamente amplificados para serem percebidos.

Um outro destaque é o uso de linguagem de sinais, isso abrilhantou o filme, claro que a excelente participação da atriz Millicent Simmonds que é surda na vida real, ela entregou uma interpretação ímpar de uma adolescente com certo grau de rebeldia, espero ver outros trabalhos dela no futuro



Falando nos personagens, tivemos boas atuações de John Krasinski, que além de dirigir e escrever, ainda atuou (e bem) como Lee Abbott, o pai, chefe da família. Emily Blunt também foi bem, conseguindo mostrar sua dor, mesmo sem poder gritar, ou chorar, talvez tenha faltado aqui um pouco de desenvolvimento da personagem, pois seria fácil enlouquecer na situação dela.

O filme Um Lugar Silencioso é uma boa obra, que não dá o medo que poderia, mas que vai cativar por todos os outros motivos.

Em tempo, achei o filme extremamente curto, com apenas 1:24 de filme rolando mesmo.

Se o Debate Nerd recomenda? Sim, assista "sem medo"










Raphael

Raphael

Sou marido, pai, filho, pensador, psicologo (não por formação, mas por maioria de votos), NERD (e tenho orgulho disso), curto animes, mangás, HQs, séries, filmes, livros, vídeo-games, enfim, Nerd com "N" maiúsculo, curto heavy metal, power metal, metal progressivo. Sou cristão protestante e fé é questão de foro íntimo, respeite isso. Meus blogs são: vossavateologia.blogspot.com.br www.debatenerd.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.