Últimas Notícias
recent

Boruto Naruto next generation Episódios 89 e 90 (Review)

Por: Hélder Miranda- É... Definitivamente não tem como esse arco se redimir, tirando aquele episódio solto muito bem animado, roteirizado e dirigido, a única redenção aqui, é acabar com tudo o mais rápido possível. Sei que alguns vão achar que estou pegando no pé da obra, e que não precisa ficar  repetindo toda hora as mesmas palavras, mas quanto isso, só digo uma coisa 'é preciso sim' afinal, estamos falando de forma justa, nos acertos elogiamos, porém, também apontamos os defeitos (infelizmente até). Aparentemente, o arco deve ter o seu fim já na próxima semana (não olhei o cronograma) caso a informação esteja correta, lá vamos nós novamente torcer por uma mudança positiva nos eventos da série (todos querem o mesmo). Dito isto, vamos parar de enrolação e começar de vez as análises dos episódios (exatamente pessoal, minhas desculpas pela falta de conteúdo de Boruto na semana passada) sem mais delongas então, bora lá.

Um dos únicos pontos da semana passada que vale comentar (além da traição de Mitsuki, só que nesse caso, acredito que geral já imaginava) é a fuga da kage. Mesmo sendo algo totalmente esperado, não posso deixar de lado a inutilidade da personagem (até o shikadai conseguiu se virar primeiro). Não querendo pegar no pé (mas já pegando) caramba, foi preciso que um outro ninja fosse liberta-la, ao invés dela mesma ter se virado. No entanto, Vale dizer, que levando em conta a segunda citação, pelo menos no meu ponto de vista, parte da mediocridade seria apagada, assim que ela conseguisse contra tacar por conta própria, mas infelizmente, nem chegou perto de acontecer tal possibilidade (primeiro que o tempo de tela da líder se resumia a quase zero, e também... Uma líder da pedra que não voa, não merecer ser chamada de kage).

As lutas deste novo episódio foram de ruins (falta de criatividade) a um nível que nem vale comentar, e pra não falarem que só estou criticando a animação, fica aqui algumas palavras sobre este ponto (perda de tempo, poderiam ter se virado como fizeram em outros casos e... O grade problema foi de fato a falta de criatividade). Como se já não bastasse o enredo mancando (quase caído de fraco) algum estagiário teve a brilhante ideia de fazer a luta de Garaga ser em 'cgi' (quando achamos que a produção não pode se superar, eles vão lá e extrapolam). Vejam bem, particularmente falando, não costumo ligar pra situações desse tipo, porém, se vai tentar fazer diferente, pelo menos faz direito, não entrega um confronto meia boca e absurdamente mal acabado (baixa qualidade) por sorte, geralmente as lutas com animais gigantes nunca são grande coisa, tirando somente o arco do Pain, porque ali, a equipe técnica soube explorar direitinho.

(Poderiam ter explorado a evolução do personagem nesta cena)
No fim das contas, enrolaram tanto em várias questões deste arco, que ficou fácil citar algumas brechas para finalizar todo o andamento dos eventos (em outras palavras, duraria bem menos). Um dos mais gritantes, é justamente o núcleo de Mitsuki. Além do personagem (aparentemente não ter aprendido nada, e nem evoluído sentimentalmente) os muitos andares plantados pelos roteiristas, terminaram não servindo. Parando pra raciocinar friamente, tanto o objetivo quanto a forma trabalhada em cima de Mitsuki, acabam não fazendo grande sentido, principalmente porque falharam na origem, e no final a grandeza negativa tornou-se notável.

E é isso pessoal, se gostaram da review e querem ver outras aqui mesmo no Debate, basta conferir nas nossas listas, sendo assim, até a próxima.

Hélder Miranda

Hélder Miranda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.