Últimas Notícias
recent

Sword art Online 3 Alicization Episódio 23 (Review)

Por: Hélder Miranda- Agora que a primeira parte de SAO Alicization está quase concluída, pode-se dizer o quão forte bate a sensação de um pu** diferencial desperdiçado. Mesmo que no próximo episódio aconteça um baita encerramento, sinceramente, não consigo ver com bons olhos toda a trajetória do material. Vale dizer, que em termos de análise geral, não foi uma primeira parte ruim, longe disso na verdade, alguns eventos dentro da narrativa se provaram bem feitos até, desde a boa criatividade da direção, entre outros pontos que também servem perfeitamente como exemplos (animação, fotografia e efeitos sonoros) continuando o trabalho realizado primeiramente no filme. Ao longo da review, irei detalhar mais precisamente cada ponto abordado. Dito isto, vamos parar de enrolação e começar de vez as análises do episódio, sem mais delongas então, bora lá.

De uma certa forma, não seria nada demais classificar os diálogos da semana como algo funcional, até porque, alguns fazem sentido na proposta da conversa. No entanto, o autor teve a brilhante ideia de estender o ponto de vista de ambos os lados, surgindo assim, tentativas de 'te pego na conversa', mas que no fim, acabou não servindo pra nada. Quando a história finalmente se propôs a movimentar o necessário, outro pensamento brilhante do sensei veio átona e fez a felicidade correr solta (modo irônico detectado). Por mais estranho que possa parecer um mundo virtual cheio de peculiaridades (afinal, são seres humanos que trabalham no projeto) ainda sim, colocar uma espada voadora contra o problema/megazord, caramba, de onde saiu isso.


Mesmo sendo um anime lindo visualmente, e contendo várias melhorias na parte técnica, outros pontos importantes que trazem soberania quando unidos, estão cada vez mais distantes. Roteiro e direção foram apagados da lista 'tem que fazer direito', o que com certeza, torna toda a experiência uma preocupante realidade negativa (sempre lembrando das citações passadas... Num todo, até posso dizer que está ok, porém, os problemas não param de surgir).




Beleza que o andamento do episódio já não estava lá essas coisas, mas quando a cartada final da bibliotecária foi anunciada (vivam mais um dia para conquistar o outro) podemos compreender perfeitamente que a saída era absurdamente estreita, principalmente se levarmos em conta as duas palavras 'respeito e moralidade'. Contudo, caramba... Se o objetivo dela remove a opção 'matar', qual a necessidade então de transformar o Kirito loiro em uma espada?? (Voadora... nunca se esqueçam). Alguns podem argumentar que na verdade, a restrição tinha somente uma serventia particular, e que no caso de trazer os humanos transformados em armas sagradas de volta, nenhuma solução viável existia. Entretanto, vale comentar o seguinte... Haviam várias outras formas para se resolver o problema (iniciar o confronto com Eugeo já transformado, esperar o encerramento do duelo para então arrancar boa parte da vitalidade da antagonista, e finalizar incluindo finalmente Kirito e Alici) tudo muito simples e funcional.

Não me entreguem furos no roteiro e sacadas pobres....

Agora nos resta esperar o confronto final, Kirito vs Administradora, quem se sairá vitorioso?? O espadachim negro?? Também conhecido como o senhor da apelação, ou a deusa em forma de vilã e menos caricata (se bem que nesses últimos...) façam suas apostas.

E é isso pessoal, se gostaram da review e querem ver outras aqui mesmo no Debate, basta conferir nas nossas listas, sendo assim, até a próxima.
Hélder Miranda

Hélder Miranda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.