Últimas Notícias
recent

Kaguya-sama (Primeiras Impressões)

Por: Hélder Miranda- É comédia romântica bem montada que vocês querem?? (Caso a resposta tenha sido 'sim') então se preparem porque o novo anime da temporada de Janeiro nos apresenta uma trama que envolve muito pensamento calculista. Pra poder resumir a premissa básica da série, nada melhor do que começar com os dois pilares do enredo (os protagonistas). De um lado nós temos o presidente do grêmio estudantil, boa pinta, responsável, e visivelmente um cara simples, já do outro, temos a vice presidente do grêmio, também muito responsável com todos os seus afazeres, rica, elegante, rica novamente, e as vezes... Meio psicopata (ou pelo menos, essa é a impressão que passa). O último ponto sobre as características de ambos (mais não menos importante) fica sendo a inteligência com aquela pontada de vilania (caramba, algumas risadas sinceras saem facilmente). Dito isto, vamos parar de enrolação e começar de vez as análises do anime, sem mais delongas então, bora lá.

Antes de mais nada já é bom avisar o seguinte... É comédia, alguns vão curtir em uma escala maior, enquanto outros ficaram apenas no 'ok' (ou quem sabe, acabem nem gostando do conteúdo). Aconselho que todos deem uma olhada pelo menos nos três primeiros episódios, caso a obra não cause nenhum efeito, então é melhor largarem de vez.
(Se isso não é cara de uma psicopata,
                          caramba...) 
Não é segredo que para um anime se sustentar, ele precisa apresentar ótimos suportes (na maioria dos casos, pelo menos). Em Kaguya-sama, vemos o quão bom pode ser a química entre protagonistas que se tornam logo de início grandes acertos narrativos. Desde a formação da iniciativa que é fazer com que um deles se declare primeiro, podemos tirar como exemplo, a própria fórmula do projeto todo. Inteligência... É exatamente isso meus caros, basicamente, o autor perguntou a si próprio, como seria se dois estudantes ficassem duelando pra ver quem cederia mais rápido, obviamente, unindo o útil ao agradável (que nesse caso, fica sendo a comédia) ele teria em mãos, uma premissa bem interessante a ser desenvolvida, claro que tudo só dependeria da sua competência (até o momento está dando certo, e pra quem já leu o mangá, possivelmente deve ter uma opinião formada sobre o assunto). Vale comentar, que estou tirando como base, os acontecimentos do primeiro episódio (estreia positiva) porém, não posso garantir que boa performance prossiga sem decair (espero que sim).

Mesmo não curtindo muito o tipo de música colada pra servir como tema, isso nem de longe chega a ser uma verdade sobre 'bom ou ruim' (particularmente, acho até que se encaixa com as artes). E falando na animação da opening... Caramba, o responsável pelas artes é bem criativo (10/10). O melhor de tudo, acaba sendo a simplicidade da coisa toda, não é nada mirabolante ou sensacional (apenas funcional/imaginário).
     (Até na imagem ela fica no centro)

Um dos pontos que faz toda a trama ganhar ainda mais peso, é a adição da nova integrante do grêmio, sério mesmo, faltam palavras para descrer o quão acertado foi a decisão de introduzir a personagem. Ela meio que fica com o papel de ponte por não saber de absolutamente nada, enquanto os casos dos dois protagonistas se desenrolam, a doce e inocente (também fofinha) ajudante, apenas observa como se tudo estivesse correndo de maneira rotineira, e sem nenhum tipo de problema. Sendo assim, aqui vai os meus parabéns (parabéns) pois a sacada do autor em colocá-la bem no centro da confusão, caramba, simplesmente genial.

Resumindo, recomendo muito que vocês deem uma olhada no anime, aposto que alguns devem curtir (não se pode agradar todos).

E é isso pessoal, se gostaram da review e querem ver outras aqui mesmo no Debate, basta conferir nas nossas listas, dito isto, até a próxima.

Hélder Miranda

Hélder Miranda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.