Últimas Notícias
recent

Nanatsu no Taizai Capítulo 296 (Review)

Por: Hélder Miranda- Pelo jeito vamos ter que esperar mais um pouco pra ver a nova transformação de Meliodas como rei dos demônios (se realmente acontecer). Pelas palavras já ditas, acredito que nem deva ser uma grande surpresa a ausência do antigo capitão dos pecados neste capítulo, infelizmente (ou nem tanto) teremos que bolar algumas possibilidades para os próximos eventos da série (um dos únicos pontos relevantes, é o momento onde Mael acaba erguendo Escanor, fora isso, nada de tão chamativo). Além do gancho final (com o surgimento de Mael) também tivemos uma tentativa (falha) de humanizar e justificar algumas das atitudes do arcanjo Ryudoshel (pra mim, ele contínua sendo um filho daquela lá) ainda sim, irei dar alguns detalhes. Dito isto, vamos parar de enrolação e começar de vez as análises do conteúdo, sem mais delongas então, bora lá.

Pra quem ainda duvidava dos poderes mágicos de Merlin, após este capítulo, tais incertezas devem ter sido obliteradas completamente. Para ganhar um pouco mais de tempo, a dona do correção de Escanor (e de geral também) resolveu usar a sua última cartada e paralisar tudo (concedendo assim, alguns segundos/minutos). Infelizmente, tal feito acabou sendo impedido pelo demônio "mais forte" que sinceramente, nem é grande coisa, na verdade (antes que aja um mal entendido) até agora, está visão do personagem, se faz possível apenas pelo tipo de abordagem que o próprio autor vem dando, então, não acho que essa minha opinião particular seja inválida (mas caso alguém pense diferente, sem problema).

Continuando a falar da junção dos mestres de Meliodas e Zeldris... Bom, o básico meio que já foi dito acima, então não tenho muitos pontos para acrescentar. No entanto, vale destacar que a possibilidade de Meliodas renascer como novo rei é grande, sendo assim, os serviços do demônio (de forma narrativa) no momento, não são tão precisos, em outras palavras, atualmente ele só tem a serventia de segurar os pecados por um mínimo de tempo (nada além disso). A parte chata desta situação, é que na virada, criou-se uma pequena expectativa do quão poderoso poderia ser os dois professores unidos, até porque, este foi o motivo que fez eles se separarem. Em resumo, desde o começo da luta conjunta (entre os três pecados e também os três demônios) o autor não atualiza o seu modo de expansão da história, deixando sua trama um pouco previsível, e sem nada a oferecer (simples ok).

Não sensei... Por quê fazer algo assim do nada??? Ryudoshel é o tipo de personagem que não precisa (e nem devia) ser humanizado 'mas Hélder, ele é um arcanjo, então faz sentido que aja bondade em seu coração, certo??' Olha, sentido até faz e podemos considerar, porém, assim como existem anjos caídos (que se corromperam) acredito que seja o bastante para se levar em conta, e utilizar de maneira pensante (vacilou parceiro). Contudo, não achem que estou crucificando a decisão criativa do autor, só acho que ele poderia ter seguido por outro caminho.

E é isso pessoal, se gostaram da review e querem ver outras aqui mesmo no Debate, basta conferir nas nossas listas, sendo assim, até a próxima (ps: espero que Meliodas renasça como rei e mate todos... Contínuo acreditando em Ban vs Ex capitão).

Link:






Hélder Miranda

Hélder Miranda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.