Últimas Notícias
recent

The Promised Neverland (Primeiras impressões)

Por: Hélder Miranda- A espera finalmente acabou 'The Promised Neverland' fez a sua estreia e... Caramba, que chegada foi essa meus amigos. Não muito diferente das outras pessoas que já estão comentando sobre o anime, assim como elas, também curti bastante todo o plot da história e a premissa entregue que deverá ser seguida com o passar dos episódios. No entanto, de todos os começos dos animes desta temporada, o que mais me chamou atenção até o momento, foi o primeiro episódio de 'Dororo' (por bem pouco). Bom, fiquem absurdamente curioso pra saber mais a respeito do enredo, espero que a obra consiga estender os acertos, e alavancar a expectativa de todos, caso a equipe técnica continue no mesmo caminho, é quase uma certeza, que teremos performances acima da média (principalmente se trabalharem o material original de maneira respeitosa) pelo que muitos falam, o conteúdo deve ser o suficiente para atingir tamanha grandeza. Dito isto, vamos parar de enrolação e começar de vez as análises do episódio, sem mais delongas então, bora lá.
             (Canal: Mystarious Lady)
Antes de prosseguir com alguns pontos da obra, vale destacar primeiramente a sua abertura (opening). Em algumas redes de notícias, vi um pequeno número de fãs comentarem a respeito da música não bater com a pegada do anime (sinceramente, até que concordo) porém, ela é tão boa que praticamente todos estão ignorando este fato (por mais que não encaixe 100%, nem de longe chega a decepcionar ou ser algo totalmente nada com nada, acredito que a galera só pense em outras alternativas). Visualmente, as artes são simplesmente incríveis, chegando a empolgar em muitas das partes.

Felizmente, não é só a opening que faz um belo trabalho na parte técnica, em seu primeiro episódio, Neverland consegue alcançar grandes feitos no visual final. Tanto a animação, como também, toda a ambientação do universo da série, entrega um compromisso firme da direção. Fica claro enxergar a intenção das ações nos momentos de escolha, e de dar o veredito à cada decisão tomada (fazendo assim, com que tudo entregue, seja da mais perfeita qualidade).

Prova de toda competência da direção, é firmada justamente na hora em que o primeiro twist precisar ser entregue. Os elementos terror e suspense são visivelmente claros, a trilha sonora também é outro ponto que não decepciona, unindo todos esses atributos na mão do responsável por dirigir a obra, presenciamos um prato cheio de cada coisa, exemplos... Boa condução de câmera, aumento preciso da trilha para impactar na hora exata, e o restante termina sendo basicamente glória (vale dizer, que o excelente trabalho, se fez presente durante todo o episódio, mas pra está cena especifica valeu comentar isoladamente 'caramba, o cara foi muito bem').

Ainda sobre o twist... Bom, a parte da criaturas me pegou absurdamente desprevenido (mas isso, foi por achar que a série seria algo pé no chão, sem incluir questões sobrenaturais ou coisa parecida) porém, no caso da criança morta, acredito que a intenção do autor nem era de nos surpreender, até porque, ao longo do episódio, algumas dicas óbvias são jogadas (claramente, voltadas para o público).

Curiosidade... Como as criaturas não viram os dois saindo de baixo do caminhão (seria esse um erro de continuidade??) Ou talvez, quem sabe, acabei vendo errado, caso tenha sido isso mesmo, espero que me perdoem.

A respeito dos protagonistas, não tenho muito o que falar (só da individualidade de cada um, inclusive, estou esperando muitos feitos desse trio).

E o episódio não poderia ter finalizado com um gancho melhor, foi meio que tipo (pu** mer** o que vai acontecer agora???) Mama do céu, chega logo próxima semana.

E é isso pessoal, se gostaram da review e querem ver outras aqui mesmo no Debate, basta conferir nas nossas listas, sendo assim, até a próxima.
Hélder Miranda

Hélder Miranda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.